Ashland Community and Technical College

Ashland Community and Technical College


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O Ashland Community and Technical College (ACTC) está localizado no sopé do leste de Kentucky. Esta instituição abrangente de ensino superior oferece diversas oportunidades de aprendizagem, desde educação em artes liberais a programas técnicos sofisticados. Credenciado pela Comissão de Faculdades da Associação Sul de Faculdades e Escolas, o ACTC oferece programas universitários paralelos para aqueles que estão se transferindo para uma instituição de bacharelado e programas de carreira para promoção em campos profissionais. Além disso, atende às necessidades das empresas e da indústria locais de treinamento de força de trabalho de última geração. A faculdade opera três campi: College Drive Campus em Ashland, Roberts Drive Campus na área Summit e Technology Drive Campus em EastPark. Ele oferece uma ampla gama de programas de estudo para aqueles que buscam um diploma de associado. Alguns dos programas incluem tecnologia de ar condicionado, tecnologias de processo aplicadas, tecnologia automotiva, tecnologia elétrica, tecnologia de manutenção industrial, justiça criminal, serviços humanos, tecnologia da informação, educação infantil interdisciplinar, tecnologia de sistemas de escritório, tecnologia de farmácia e radiografia. necessidades e interesses educacionais, culturais e sociais dos alunos, a faculdade promove várias organizações, clubes e atividades. O ACTC Theatre, Lifelong Learning, Cooperative Education e Kinder College completam os serviços oferecidos. Para a conveniência dos alunos, ele tem dois locais para serviços de biblioteca: College Drive Campus e Roberts Drive Campus. Como uma instituição educacional, a ACTC oferece um ambiente de aprendizagem que promove uma comunicação eficaz, enriquecimento pessoal, crescimento profissional e intelectual, carreira e habilidades de tomada de decisão.


Conteúdo

Em 1948, o Centro de Extensão do Norte da Universidade de Kentucky foi fundado em Covington. É o início não oficial do Sistema de Faculdade Comunitária da Universidade de Kentucky - embora este campus não opere mais como uma faculdade comunitária, pois se tornou uma instituição separada de quatro anos em 1968 e agora é conhecida como Northern Kentucky University.

Em junho de 1957, representando o Conselho de Educação do Ashland Independent School District, [1] e com o apoio do governador Happy Chandler, fundador da Ashland Oil & amp Refining Company [2] e CEO Paul G. Blazer [3] apresentou uma proposta ao presidente Frank G. Dickey e o Conselho de Curadores da Universidade de Kentucky para a universidade assumirem as operações diárias e o currículo do Ashland [municipal] Junior College de dezenove anos, criando o Ashland Center da Universidade de Kentucky como o segundo centro de extensão universitária. [4]

Os detalhes do relacionamento planejado estavam contidos no acordo assinado pelo Ashland Board of Education e pelo University of Kentucky Board of Trustees. Por este acordo, a universidade forneceria um curso de estudo e administração comparável ao da universidade de Lexington e pelo qual os alunos receberiam o mesmo crédito que os alunos de Lexington. O Ashland Board of Education deveria fornecer os edifícios, terreno, equipamento e instalações. Todas as outras despesas, incluindo salários de professores, deveriam ser pagas pela Universidade de Kentucky.

Com o apoio contínuo do governador Chandler, o presidente Dickey expandiu com sucesso o programa, desenvolvendo Centros de Extensão da Universidade de Kentucky em Fort Knox (1958), Cumberland (1960) e Henderson (1960).

Em 1960, o governador recém-eleito Bert Combs criou a Comissão do Governador para o Estudo da Educação Superior Pública para estudar a necessidade de tal sistema. Chefiada por Otis C. Amis, de Lexington, a comissão apresentou suas recomendações em novembro de 1961, que incluíam a criação de novas faculdades comunitárias para Prestonsburg, Hopkinsville, Somerset e a área de Hazard-Blackey.

Autorizado pela Assembleia Geral do Kentucky e assinado pelo governador Bert Combs em 6 de março de 1962, um mandato foi conferido à Universidade de Kentucky para formar um sistema de faculdades comunitárias. O presidente Dickey estava preocupado com o financiamento legislativo adequado. [5] Em 1964, o Conselho de Curadores e o recém-eleito presidente do Reino Unido, John W. Oswald, implementaram a legislação removendo o sistema da Divisão de Programas Estendidos do Reino Unido e criando uma Divisão separada do Reino Unido de Faculdades Comunitárias, mudando os centros de extensão para faculdades comunitárias em Covington, Ashland, Fort Knox, Cumberland e Henderson e criando Elizabethtown. [6] [7]

O educador veterano Dr. Ellis F. Hartford foi nomeado reitor, com o Dr. Edsel Godbey nomeado seu assistente. Administrativamente, cada faculdade tinha um diretor que se reportava diretamente ao Dean Hartford, que, por meio do presidente Oswald, se reportava ao Conselho de Curadores do Reino Unido. Além disso, cada faculdade tem um comitê consultivo local de sete membros, indicado para mandatos de quatro anos pelo governador.

Em 1968, o UK Northern (Covington) Community College se separou do sistema e se tornou uma faculdade autônoma de quatro anos sob o nome Northern Kentucky State College.


Tyler Childers para os fãs: & # 8216Stop Being So Taken Aback by Black Lives Matter & # 8217

Surpresa de Tyler Childers lançou o novo álbum Longa História Violenta na sexta-feira, um registro de música violino principalmente instrumental que culmina em uma faixa-título contundente sobre injustiça racial.

O álbum chega com uma mensagem de vídeo de seis minutos do compositor de Kentucky, na qual ele desafia diretamente seus fãs, incluindo seus & # 8220 ouvintes brancos rurais & # 8221, a sentir empatia pelas vítimas negras da brutalidade policial. É um discurso impressionante, com Childers mencionando sua sobriedade de seis meses, a pandemia de Covid e a fidelidade equivocada do Sul à bandeira confederada. Mas o foco de seu discurso é a brutalidade policial.

& # 8220 E se abríssemos constantemente nosso jornal diário e víssemos uma manchete como & # 8216Est Kentucky Man atirou sete vezes em uma viagem de pesca & # 8217? & # 8221, pergunta ele. & # 8220Leia para descobrir que o homem foi baleado enquanto pescava com seu filho por um guarda florestal, que o viu remexendo em sua caixa de equipamento em busca de sua licença e pensou que ele estava pegando uma faca. & # 8221

Em vez de Louisville, ele define o tiroteio policial de Breonna Taylor em Ashland predominantemente branco, Kentucky, pedindo aos fãs que imaginem uma reportagem sobre uma & # 8220Ashland Community and Technical College Nursing Student Shot in Her Sleep. & # 8221 & # 8220Como poderíamos reagir a isso? Que forma de convulsão isso criaria? & # 8221 ele pergunta, antes de passar a mencionar Taylor pelo nome.

Relacionado

Flórida criminaliza protestos em massa antes do veredicto de Chauvin
Bill de Blasio esgotou-se quando Nova York mais precisava dele

Relacionado

4 maneiras pelas quais proprietários de locais podem se conectar com o público durante a pandemia
100 melhores sitcoms de todos os tempos

& # 8220Então, o que o resto de nós, que parece estar fora dessas questões, pode fazer? & # 8221 Childers diz. & # 8220Podemos parar de nos surpreender com o Black Lives Matter. Se não precisássemos ser lembrados, haveria justiça para Breonna Taylor, um Kentuckiano como eu, e inúmeros outros. & # 8221

Na canção de banjo e violino & # 8220Long Violent History, & # 8221 Childers, que lançou seu Country Squire álbum em 2019, canta sobre a criação de um & # 8220 menino branco de Hickman nos Apalaches & # 8221 e como ele e seus parentes foram às vezes rotulados de & # 8220 beligerante & # 8221 e & # 8220ignorant. & # 8221 Mas, ele aponta, eles nunca tiveram que temer por suas vidas.

& # 8220Você poderia imaginar apenas se preocupar constantemente & # 8217 / Kickin & # 8217 e lutar & # 8217, implorando & # 8217 para respirar? & # 8221 ele canta.

"

Childers está doando 100% da receita líquida do novo álbum para o Hickman Holler Appalachian Relief Fund, que ele e sua esposa Senora May estabeleceram em 2020 para aumentar a conscientização e dinheiro para & # 8220 esforços filantrópicos na região dos Apalaches. & # 8221 Os fãs podem também faça uma doação aqui.

Leia a transcrição completa da mensagem de Childers e # 8217 aqui.

Em junho, quando escrevi a música & # 8220Long Violent History & # 8221, meu objetivo original era continuar a fazer sons razoavelmente legíveis no violino e lançar este álbum sem anúncios ou imprensa. Eu planejo empacotá-lo como um álbum de violino dos velhos tempos e deixar a peça fazer sua declaração por conta própria, pegando o ouvinte de surpresa no final. No entanto, existe a preocupação de que o álbum possa correr o risco de ser mal interpretado se não receber algum tipo de explicação para colocá-lo no contexto.

Um escritor pode escrever um ensaio. Mas o escritor nunca pode prever ou controlar como aquele ensaio é interpretado pelo leitor, seja no tom de calma equilibrada ou de uma forma enfadonha e condescendente.

Como um alcoólatra em recuperação que bebeu e se drogou ao redor do mundo tocando música durante a maior parte de 11 anos e agora tem seis meses de sobriedade, posso dizer com clareza que não tenho um palanque em que me apoiar, para falar enfadonho a ninguém nada. Seja a palavra de Deus ou a condição do mundo. Mas como uma pessoa que recebeu uma plataforma pela providência, sorte, apoio e trabalhando nisso, eu me sinto indigno da graça que este mundo me deu, e eu acharia um desperdício se eu não tentasse usá-la para fazer algum bom.

Longa História Violenta é uma coleção de peças instrumentais destinadas a criar uma paisagem sonora para o ouvinte, para definir o tom para refletir sobre a última faixa, que é minha própria peça de observação sobre os tempos em que estamos.

Covid tem sido uma pressão para todos nós de alguma forma ou estilo. Pessoas foram confinadas e colocadas em quarentena. As pessoas perderam seus empregos e estão lutando para sobreviver. As pessoas perderam seus familiares. O país está sentindo uma angústia geral. Durante todo o tempo, todos nós testemunhamos atos violentos de brutalidade policial acontecendo em todo o país que não foram resolvidos. Em resposta, vimos os protestos se transformarem em tumultos e os distúrbios culminam em atos de violência e destruição de propriedade. Da perspectiva de quem está de fora, é difícil ver de onde vem toda essa raiva visceral.

O que acredito ser um dos maiores obstáculos para identificar a causa disso é a nossa incapacidade de sentir empatia por outro indivíduo ou grupo & # 8217s situação. No meio de nossas próprias lutas diárias, muitas vezes é difícil compartilhar um entendimento sobre o que outra pessoa pode estar passando. Com isso em mente, correndo o risco de fazer uma analogia errônea de dois grupos de pessoas, eu pediria aos meus ouvintes brancos da zona rural que pensassem sobre isso. Não quero dizer que muitos de vocês já não estejam fazendo um bom auto-exame sobre esse assunto, mas ouvi de muitos que não o fizeram.

E se abríssemos constantemente nosso jornal diário e víssemos uma manchete como & # 8220O leste de Kentucky homem atirou sete vezes em uma viagem de pesca? & # 8221 Continue lendo para descobrir que o homem foi baleado enquanto pescava com seu filho por um guarda florestal, que o viu remexendo em sua caixa de ferramentas em busca de sua licença e pensou que ele estava pegando uma faca. E se lêssemos uma história que começou, & # 8220O homem da Carolina do Norte correndo para casa do trabalho para levar sua mãe idosa para o E.R. corre o sinal de parada e foi parado & mdash espancado pela polícia ao ver um porta-armas em seu caminhão. & # 8221

Ou uma manchete como & # 8220Ashland Community and Technical College Nursing Aluna baleada durante o sono & # 8221 Como reagiríamos a isso? Que forma de agitação isso criaria? Arrisco-me a dizer que se fôssemos confrontados com este tipo de ataque diário ao nosso próprio povo, agiríamos de uma forma que nunca foi vista desde a Batalha de Blair Mountain na Virgínia Ocidental.

E se não o aceitaríamos, por que esperaríamos que outro grupo de americanos o apoiasse? Por que ficaríamos em silêncio enquanto isso acontecia? Ou pior, atrapalhar sua retificação? Eu ouvi pessoas da minha região apalaches dizer que não agiríamos da maneira que vimos retratados em vários meios de comunicação. Mas eu também vi gente crescida se espancando no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças por causa de TVs e ursinhos de pelúcia. E estes não são coisas essas comunidades perderam. Estes são filhos e filhas, irmãos e irmãs e primos, mães e pais. Fios insubstituíveis dentro de sua fibra familiar arrancados de seus entes queridos muito cedo, sem justiça, e eles estão exigindo mudanças. O mesmo que espero que encontremos. A vida já é difícil sem se preocupar com a menor interação com um servidor público.

Então, o que o resto de nós, que parece estar fora dessas questões, pode fazer? Primeiro, podemos usar nosso poder de voto para nos livrar das pessoas que estiveram no poder e deixar isso passar despercebido. Provavelmente, as pessoas que permitem que isso aconteça são as mesmas pessoas que estão mantendo as oportunidades fora do alcance de nossas próprias comunidades, que viram oportunidades de emprego serem enviadas e drogas enviadas, consumindo nossas comunidades e deixando nosso povo desesperado, do que algumas pessoas fariam considere um deserto de comida. Podemos parar de ficar tão surpresos com o Black Lives Matter. Se não precisássemos ser lembrados, haveria justiça para Breonna Taylor, um Kentuckiano como eu, e incontáveis ​​outros.

Podemos começar a procurar maneiras de preservar nossa herança lá fora, defendendo preguiçosamente uma bandeira com uma história impregnada de racismo e traição.

Coisas como cortar um tronco, esculpir uma tigela, aprender uma melodia de violino, cultivar um jardim, criar alguns animais, enlatar nossa própria comida, caçar e processar o animal, pescar, ferrar, apanhar e curtir a pele, costurar uma colcha. E se fizéssemos coisas assim, teríamos muito menos tempo para discutir sobre coisas que não conhecemos totalmente, apoiadas por notícias em que não podemos confiar totalmente. Amem-se uns aos outros. Sem exceções. E lembre-se, unidos permanecemos, divididos caímos.


Encontrar a aula que você deseja nunca foi tão fácil.

Situado entre algumas das paisagens mais deslumbrantes de Wisconsin, você encontrará o menor dos quatro campi do WITC. WITC-Ashland é uma comunidade acolhedora de alunos e funcionários. Os futuros alunos são bem-vindos desde o momento em que entram pela porta, e conforme você caminha pelos corredores, a simpática equipe o conhece pelo nome.

O campus está localizado no centro de muitas atrações recreativas da área, incluindo o Apostle Islands National Lakeshore, milhares de acres da Floresta Nacional Chequamegon-Nicolet, incontáveis ​​lagos interiores intocados, cachoeiras e quilômetros de rios e riachos. Ashland é um playground recreativo para caçadores, pescadores, velejadores, esquiadores, snowmobilers, caminhantes, caiaque, campistas e qualquer pessoa que gosta de atividades ao ar livre.


O custo médio "direto do bolso" de atendimento, depois de considerados quaisquer subsídios e bolsas de estudo, é de cerca de US $ 5.700. Para calcular um custo de atendimento mais preciso e detalhado, verifique a calculadora de custos aqui. Os valores listados abaixo são apenas para fins informativos e não representam mensalidades, taxas e despesas atuais ou futuras.

Informações sobre taxas de matrícula e taxas

  • Estimativas de matrícula por ano:
    • Residentes do estado: $4,200-$5,000
    • Fora do estado: $ 15.000- $ 17.540
    • No estado: $ 170- $ 210 por unidade
    • Fora do estado: $ 610- $ 730 por unidade

    Detalhes do auxílio financeiro

    A tabela abaixo divide os tipos de ajuda financeira, a porcentagem de alunos que recebem ajuda e o valor médio da ajuda por aluno por ano.

    Porcentagem de AlunosQuantidade média
    Qualquer ajuda financeira98%-
    Recebendo subsídios e bolsas de estudo95%$5,438
    Recebendo empréstimos estudantis36%$5,018

    Alunos matriculados no programa de assistente médico executivo

    Obtenha mais detalhes abaixo sobre matrículas, acadêmicos e dados demográficos da escola. ACTC oferece os seguintes níveis acadêmicos para alunos:

    Alunos por nível acadêmico (2019)

    Estudantes por gênero (2019)

    Estudantes por raça (2019)

    Fonte: Pesquisa IPEDS 2012-2020: Dados obtidos do Sistema de Dados de Educação Pós-secundária Integrada do Departamento de Educação dos EUA (IPEDS). Dados podem variar dependendo da escola e do ano acadêmico.


    Palestra: Ashland Community and Technical College

    Este artigo precisa de sua liderança expandida. Atualmente, o lead é apenas uma única frase e não resume adequadamente a maior parte do conteúdo. Se alguém tiver tempo para fazer isso, será útil! Rytyho usa () 19:41, 9 de abril de 2014 (UTC)

    Acabei de adicionar links de arquivo a 2 links externos na Ashland Community e no Technical College. Por favor, reserve um momento para revisar minha edição. Se necessário, adicione <> depois do link para me impedir de modificá-lo. Alternativamente, você pode adicionar <> para me manter fora da página. Fiz as seguintes alterações:

    Quando terminar de revisar minhas alterações, defina o verificado parâmetro abaixo para verdade para que os outros saibam.

    Y Um editor revisou esta edição e corrigiu todos os erros encontrados.

    • Se você descobriu URLs que foram erroneamente considerados mortos pelo bot, você pode denunciá-los com esta ferramenta.
    • Se você encontrou um erro em algum arquivo ou nos próprios URLs, pode corrigi-lo com esta ferramenta.

    Acabei de adicionar links de arquivo a 6 links externos na Ashland Community and Technical College. Por favor, reserve um momento para revisar minha edição. Se necessário, adicione <> depois do link para me impedir de modificá-lo. Alternativamente, você pode adicionar <> para me manter fora da página. Fiz as seguintes alterações:

    • Arquivo adicionado https://web.archive.org/20080515215442/http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/workforce.aspx a http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/workforce.aspx
    • Arquivo adicionado https://web.archive.org/20080517124727/http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/innovation.aspx a http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/innovation.aspx
    • Arquivo adicionado https://web.archive.org/20080706040640/http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/entrepreneur.aspx a http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/entrepreneur.aspx
    • Arquivo adicionado https://web.archive.org/20080513013408/http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/rtw.aspx a http://www.ashland.kctcs.edu/cwed/rtw.aspx
    • Arquivo adicionado https://web.archive.org/20080517112535/http://www.ashland.kctcs.edu/library/locations.aspx a http://www.ashland.kctcs.edu/library/locations.aspx
    • Arquivo adicionado https://web.archive.org/20080720031501/http://www.ashland.kctcs.edu/sa/clubs_orgs.aspx a http://www.ashland.kctcs.edu/sa/clubs_orgs.aspx

    Quando terminar de revisar minhas alterações, defina o verificado parâmetro abaixo para verdade para que os outros saibam.

    Y Um editor revisou esta edição e corrigiu todos os erros encontrados.

    • Se você descobriu URLs que foram erroneamente considerados mortos pelo bot, você pode denunciá-los com esta ferramenta.
    • Se você encontrou um erro em algum arquivo ou nos próprios URLs, pode corrigi-lo com esta ferramenta.

    Marcado para expansão de leads, o que é uma solução fácil. No entanto, há uma nítida falta de referências em todo o corpo e a prosa precisa de muito trabalho. Parágrafos curtos de uma única frase, WP: proseline, honoríficos, etc. Fornecerá uma revisão mais detalhada se alguém fizer uma edição de cópia e quiser aceitá-la. ARmilho () 07:38, 28 de março de 2018 (UTC)


    Conteúdo

    Ashland remonta à migração da família Poage do Vale Shenandoah via Cumberland Gap em 1786. Eles ergueram uma propriedade rural ao longo do rio Ohio e a nomearam Poage's Landing. Também chamado Poage Settlement, a comunidade que se desenvolveu em torno dela permaneceu um assunto de família extensa até meados do século XIX. [6] Em 1854, o nome da cidade foi mudado para Ashland, após a propriedade de Lexington de Henry Clay e para refletir a crescente base industrial da cidade. O crescimento industrial inicial da cidade foi resultado da indústria de ferro-gusa do Vale do Ohio e, particularmente, do afretamento de 1854 da Kentucky Iron, Coal and Manufacturing Company pela Assembleia Geral de Kentucky. [6] A cidade foi formalmente incorporada pela Assembleia Geral dois anos depois, em 1856. [7] Os principais empregadores industriais na primeira metade do século 20 incluíam Armco, Ashland Oil and Refining Company, C & ampO Railroad, Allied Chemical & amp Dye Company Semet Solvay e Mansbach Steel.

    De acordo com o United States Census Bureau, a cidade tem uma área total de 10,8 milhas quadradas (27,9 km 2), das quais 10,7 milhas quadradas (27,8 km 2) são terras e 0,039 milhas quadradas (0,1 km 2), ou 0,30%, é água. [4]

    Editar paisagem urbana

    O distrito comercial central de Ashland se estende da 12th Street à 18th Street, e da Carter Avenue à Greenup Avenue. Inclui muitos edifícios notáveis ​​e preservados historicamente, como o Paramount Arts Center e o Ashland Bank Building, que foi construído de acordo com os padrões de altura e estilo de Manhattan e serve como um lembrete do que os líderes da Ashland esperavam que se tornasse.

    Edição de clima

    Ashland está na zona de clima subtropical úmido e tem experiências distintas nas quatro estações, com folhagem de outono vívida e neve ocasional no inverno. A alta média é de 88 ° F em julho, o mês mais quente, com as mínimas médias de 19 ° F ocorrendo em janeiro, o mês mais frio. A temperatura mais alta registrada foi 105 ° F em julho de 1954. A temperatura mais baixa registrada foi -25 ° F em janeiro de 1994. A precipitação média anual é de 42,8 polegadas (1.090 mm), com o mês mais chuvoso sendo julho, com média de 4,7 polegadas (120 mm) .

    Dados climáticos para Ashland, Kentucky (normais de 1991–2020, extremos de 1897 até o presente)
    Mês Jan Fev Mar Abr Poderia Junho Jul Agosto Set Out Nov Dez Ano
    Registro de alta ° F (° C) 80
    (27)
    80
    (27)
    92
    (33)
    94
    (34)
    106
    (41)
    103
    (39)
    107
    (42)
    105
    (41)
    101
    (38)
    93
    (34)
    85
    (29)
    82
    (28)
    107
    (42)
    Média alta ° F (° C) 39.8
    (4.3)
    44.4
    (6.9)
    53.9
    (12.2)
    66.6
    (19.2)
    74.7
    (23.7)
    82.5
    (28.1)
    85.4
    (29.7)
    84.3
    (29.1)
    78.2
    (25.7)
    66.6
    (19.2)
    54.0
    (12.2)
    43.9
    (6.6)
    64.5
    (18.1)
    Média diária ° F (° C) 31.2
    (−0.4)
    34.3
    (1.3)
    42.7
    (5.9)
    53.9
    (12.2)
    62.9
    (17.2)
    71.5
    (21.9)
    75.0
    (23.9)
    73.6
    (23.1)
    66.9
    (19.4)
    54.7
    (12.6)
    43.2
    (6.2)
    35.5
    (1.9)
    53.8
    (12.1)
    Média baixa ° F (° C) 22.5
    (−5.3)
    24.3
    (−4.3)
    31.5
    (−0.3)
    41.1
    (5.1)
    51.2
    (10.7)
    60.6
    (15.9)
    64.6
    (18.1)
    62.8
    (17.1)
    55.6
    (13.1)
    42.7
    (5.9)
    32.3
    (0.2)
    27.0
    (−2.8)
    43.0
    (6.1)
    Registro de ° F (° C) baixo −25
    (−32)
    −23
    (−31)
    −9
    (−23)
    9
    (−13)
    20
    (−7)
    30
    (−1)
    34
    (1)
    30
    (−1)
    27
    (−3)
    10
    (−12)
    2
    (−17)
    −18
    (−28)
    −25
    (−32)
    Precipitação média em polegadas (mm) 3.51
    (89)
    3.69
    (94)
    4.36
    (111)
    3.85
    (98)
    4.85
    (123)
    4.46
    (113)
    4.58
    (116)
    3.91
    (99)
    3.32
    (84)
    2.97
    (75)
    2.98
    (76)
    4.20
    (107)
    46.68
    (1,186)
    Média de dias de precipitação (≥ 0,01 pol.) 12.1 11.4 12.7 12.0 12.0 11.4 10.9 8.6 8.4 9.1 9.5 11.8 129.9
    Fonte: NOAA [10] [11]
    População histórica
    Censo Pop.
    18701,459
    18803,280 124.8%
    18904,195 27.9%
    19006,800 62.1%
    19108,688 27.8%
    192014,729 69.5%
    193029,074 97.4%
    194029,537 1.6%
    195031,131 5.4%
    196031,283 0.5%
    197029,245 −6.5%
    198027,064 −7.5%
    199023,622 −12.7%
    200021,981 −6.9%
    201021,684 −1.4%
    2019 (estimativa)20,146 [2] −7.1%
    Censo Decenal dos EUA [12]

    De acordo com o censo [13] de 2000, havia 21.981 pessoas, 9.675 domicílios e 6.192 famílias residindo na cidade. A densidade populacional era de 1.984,4 habitantes por milha quadrada (766,0 / km 2). Havia 10.763 unidades habitacionais com uma densidade média de 971,7 por milha quadrada (375,1 / km 2). A composição racial da cidade era 95,84% branca, 2,30% afro-americana, 0,12% nativa americana, 0,39% asiática, 0,01% das ilhas do Pacífico, 0,22% de outras raças e 1,12% de duas ou mais raças. Hispânicos ou latinos de qualquer raça eram 0,59% da população.

    Existiam 9.675 domicílios, dos quais 26,8% tinham filhos menores de 18 anos morando com eles, 47,4% eram casais que viviam juntos, 13,5% tinham chefe de família sem marido presente e 36,0% não eram familiares. 33,1% de todos os domicílios eram compostos por indivíduos e 16,0% tinham alguém morando sozinho com 65 anos ou mais. O tamanho médio da casa era 2,23 e o tamanho médio da família era 2,82.

    Na cidade, a população era pulverizada, com 21,9% menores de 18 anos, 8,0% de 18 a 24 anos, 26,5% de 25 a 44 anos, 23,7% de 45 a 64 anos e 19,9% de 65 anos ou Mais velho. A idade média foi de 41 anos. Para cada 100 mulheres, havia 83,9 homens. Para cada 100 mulheres com 18 anos ou mais, havia 79,3 homens.

    A renda média de uma família na cidade era de $ 30.309 e a renda média de uma família era de $ 40.131. Os homens tiveram uma renda média de $ 35.362 contra $ 23.994 para as mulheres. A renda per capita da cidade era de $ 19.218. Cerca de 14,0% das famílias e 18,4% da população estavam abaixo da linha da pobreza, incluindo 28,3% dos menores de 18 anos e 12,3% dos maiores de 65 anos.

    AK Steel Edit

    A American Rolling Mill Co. (ARMCO) abriu sua siderúrgica, Ashland Works, em 1922. A instalação cresceu para cobrir 700 acres (280 ha) ao longo do rio Ohio. Estabeleceu recordes mundiais de produção e, eventualmente, empregou cerca de 7.000 pessoas. [14] [15] Drives de sucata locais foram realizados durante a Segunda Guerra Mundial para apoiar a produção na planta. [16]

    A ARMCO Steel fez parceria com a Kawasaki Steel Corporation em 1994. [17] A AK Steel acabou comprando a Armco Steel Inc. Em uma época, a Armco empregava mais de 4.000 pessoas em sua fábrica, fundição e coqueria West Works. AK Steel empregou menos de 1.000 após o fechamento da Fábrica de Fundição e Coque e o downsizing de sua West Works. AK fechou completamente em 2019. [14] [18]

    King's Daughters Medical Center Editar

    O King's Daughters Medical Center é o quarto maior hospital de Kentucky, a instituição sem fins lucrativos de 465 leitos é o maior empregador da cidade, com mais de 4.000 funcionários. [19] Oferece inúmeros serviços de internamento e ambulatório para a região.

    Eventos culturais anuais e feiras Editar

    • O Festival das Árvores ocorre no Paramount Arts Center todo inverno
    • Poage Landing Days
    • Movimento de verão
    • Winter Wonderland of Lights
    • Festival de cerveja artesanal Firkin Fest

    Estruturas históricas e museus Editar

    O Paramount Arts Center, um cinema em estilo Art Déco construído em 1930, está localizado na Winchester Avenue. O teatro convertido serve como um importante local para as artes no leste de Kentucky e nas seções vizinhas de Ohio e West Virginia. É bem conhecido por seu evento Festival das Árvores durante o inverno. A Paramount também se dedica a ensinar as crianças a importância das artes. Aulas de verão são oferecidas para crianças em idade escolar.

    Também ao longo da Winchester Avenue fica o Highlands Museum and Discovery Center. Entre suas inúmeras exposições, uma sobre Country Music Heritage presta homenagem aos artistas da música ao longo da Rota 23 dos EUA em Kentucky. Dois moradores locais, The Judds de Ashland e Billy Ray Cyrus de Flatwoods próximos, estão incluídos.

    O Pendleton Art Center, formado em 2005, está localizado no centro da cidade. As obras produzidas incluem pinturas, vitrais, cabaças esculpidas e esculturas em madeira de artistas locais. Eles são exibidos no Pendleton na primeira sexta-feira e no sábado de cada mês e em outros horários com hora marcada.

    A Fundação Jesse Stuart, uma organização dedicada à preservação do legado literário de Jesse Stuart e de outros escritores dos Apalaches, já foi localizada ao alcance da voz do Pendleton Arts Center. Jesse Stuart, um conhecido autor do século 20, era da vizinha Greenup, Kentucky.

    Ashland possui um Central Park de 47 acres (190.000 m 2).

    Em julho de 1976, um novo parque de 10 acres (40.000 m 2) no antigo Parque Clyffeside foi idealizado. [6] Nomeado em homenagem ao Comissário Johnny Oliverio, possui vários diamantes de beisebol e está localizado ao longo da Winchester Avenue perto da 39th Street.

    Em 2004, o AK Steel Sports Park foi construído ao longo da Blackburn Avenue em South Ashland. O parque voltado para esportes apresenta vários diamantes de beisebol, campos de futebol e uma pista de skate incompleta. [6]

    Editar governo local

    Ashland é governada por uma forma de governo do Gerente Municipal. [20] O governo mudou de um gerente do conselho para uma forma de governo comissário-gerente da cidade em 1950. [21] O gerente da cidade é o chefe administrativo da cidade que se reporta a um Conselho de Comissários. Os chefes de departamento que vão desde a Polícia até Obras Públicas se reportam ao Gerente da Cidade. O gerente da cidade atualmente é Michael Graese.

    O prefeito de Ashland é eleito para um mandato de quatro anos e não é limitado. O prefeito preside as reuniões da Comissão da Cidade, é membro votante da Comissão da Cidade e representa a cidade nas principais funções. O atual prefeito é Matt Perkins.

    Os atuais membros da Comissão da Cidade de Ashland são o prefeito Matt Perkins e os comissários Josh Blanton, Amanda Clark, Marty Gute e Cheryl Wooten Spriggs.

    Em 1925, uma nova prefeitura foi erguida na esquina da 17th Street com a Greenup Avenue. [21]

    Representação Federal Editar

    O Serviço Postal dos Estados Unidos opera o Ashland Post Office e a Unity Contract Station. [25] [26]

    O Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Leste de Kentucky mantém um tribunal e instalações de escritório no Tribunal Carl D. Perkins dos Estados Unidos e no Edifício Federal no centro de Ashland. [27]

    Todas as escolas públicas dentro dos limites da cidade são operadas pelo Distrito Escolar Independente de Ashland. As escolas públicas fora dos limites da cidade são administradas pelo Distrito Escolar do Condado de Boyd e pelo Distrito Escolar Independente de Fairview.

    Ashland tem cinco escolas primárias públicas, Hager Elementary, Oakview Elementary, Crabbe Elementary School, Poage Elementary e Charles Russell Elementary. A Hatcher Elementary fechou suas portas na primavera de 2010. Seus alunos e muitos de seus recursos foram consolidados com as outras escolas primárias no outono de 2010. [28] O antigo prédio da Hatcher Elementary agora serve como o Ashland Independent Schools Central Office.

    Há uma escola secundária pública, Ashland Middle School, anteriormente conhecida como George M. Verity Middle School e Putnam Junior High School. [29] [30] O campus é a casa do Putnam Stadium, que serve como campo para o time de futebol americano Ashland Tomcats.

    Uma escola pública de ensino médio atende a cidade de Ashland: Paul G. Blazer High School, em homenagem ao filantropo [31] e fundador da Ashland Inc., [32] Paul G. Blazer. O colégio é o lar das equipes de atletismo Ashland Tomcats e Kittens. The Ashland Tomcats football program has achieved 11 state championships. The Ashland Tomcats (boys') basketball program has accomplished 1 national championship, 4 state championships, 32 regional championships, and 55 district championships. The Ashland Tomcats and Kittens (girls') soccer teams play at the Ashland Soccer Complex at the high school. The school's marching band competes in the AAA class of the Kentucky Music Educators Association(KMEA). The marching band is commonly called "The Pride of Blazer" for its excellent performance in many KMEA marching band competitions.

    Westwood, an unincorporated community just outside the Ashland city limits, is served by the Fairview Independent School District. The district operates Fairview High School, grades 6-12, and Fairview Elementary School, grades K-5.

    The Boyd County Public Schools serves the rural part of Ashland and the remainder of Boyd County. It has four elementary schools, those being Ponderosa Elementary, Cannonsburg Elementary, Catlettsburg Elementary and Summit Elementary. Boyd County Middle School serves grades 6-8, while Boyd County High School serves grades 9-12.

    The two private schools serving the Ashland area are the Holy Family School and the Rose Hill Christian School. Holy Family is affiliated with Holy Family Catholic Church and currently offers K–12 education. Rose Hill is affiliated with the Rose Hill Baptist Church and also offers K–12.

    Post-secondary educational opportunities include Ashland Community and Technical College which has multiple campuses within the city. Morehead State University also has a satellite campus located in Ashland.

    Ashland has a public library, a branch of the Boyd County Public Library. [33]

    Newspapers Edit

    Ashland is home to two newspapers: O Independente e The Greater Ashland Beacon.

    The Daily Independent is a five-day morning daily newspaper which covers the city and the surrounding metropolitan area. In addition, it offers national, state and regional news/sports coverage via reprints of Associated Press and CNHI wire reports and columns. The newspaper is often called "The Independent" or the "Ashland Daily Independent" by locals, as these were its former names. One of the paper's claims to fame is the first printings of a supposed image of Jesus in the clouds of Korea in 1951. [34]

    Ashland's other newspaper is The Greater Ashland Beacon. It is a free weekly circular published in full color every Tuesday. "The Beacon", as it is known by locals, is "hyper-local," meaning it is exclusively dedicated to covering the community. Highlights include, but are not limited to, local events, sports results, outdoor recreation and personal interest articles and columns penned by freelance Ashland-area journalists and quasi-celebrities. [35]

    Radio Edit

    Call sign Frequency Format Description / Notes
    WKAO 91.1 FM Contemporary Christian music Owned by Positive Alternative Radio, Inc. Licensed to Ashland and identifies as "Walk FM".
    WDGG 93.7 FM Country Owned by Kindred Communications. Licensed to Ashland with studios located in Huntington, West Virginia. Identifies as "93.7 The Dawg".
    WPAY-FM 98.3 FM Classic Country Owned by Expression Production Group of Huntington, WV. [36] Licensed to nearby Garrison, Kentucky with its transmitter tower located just outside of Garrison in Greenup County, Kentucky and its studios located in Portsmouth, Ohio. Identifies as "Country Superstars WPAY".
    WLGC-FM 105.7 FM Oldies Owned by Greenup County Broadcasting, Inc. Licensed to nearby Greenup, Kentucky with studios located in downtown Ashland. Identifies as "Kool Hits 105.7".
    WCMI 13h40 Sports talk Owned by Kindred Communications. It was founded by the Ashland Broadcasting Station whose owners were the Daily Independent on April 29, 1935. [21] It was sold to Nunn Enterprises in 1939. Identifies as "CAT Sports 93-3 and 1340".
    WOKT 1080 AM Christian Talk & Teaching Located in adjacent Cannonsburg, it is owned by Fowler Media Partners of South Point, Ohio. It currently simulcasts its programming on "WJEH" 990 AM of Gallipolis, Ohio.. Identifies as "The Tri-State's 24 Hour Christian Talk and Information Station ".

    Television Edit

    Ashland residents receive their network television primarily from stations in Huntington and Charleston, West Virginia. In addition, WKYT, the CBS affiliate in Lexington, Kentucky, is shown on cable TV in Ashland when its programming is different from Charleston's CBS affiliate WOWK. There are also two television stations licensed to Ashland itself. Those are:

    Call sign Channel Descrição
    WKAS Digital 25 Owned by the Kentucky Authority for Educational Television. PBS/Kentucky Educational Television (KET) affiliate
    WTSF Digital 44 Owned by Word of God Fellowship, Inc. Daystar affiliate

    Transportation Edit

    Air Edit

    Located just north of the city in Worthington is the Ashland Regional Airport. This airport is used for general aviation. The then-named Ashland-Boyd County Airport opened in 1953 and featured a 5,600 ft (1,700 m). runway with a 3,000 ft (910 m). clearance. [21]

    Tri-State Airport, located in nearby Ceredo, West Virginia, provides commercial aviation services for the city.

    Rail Edit

    Amtrak serves Ashland with the three-days-a-week Cardinal, connecting New York City, Washington, Charlottesville, VA, Indianapolis, and Chicago. Westbound trains are scheduled to stop Sunday, Wednesday, Friday in the late evening. Eastbound the stops are early morning Wednesday, Friday, Sunday.

    The Amtrak station is located at the Ashland Transportation Center, formerly the Chesapeake and Ohio Railway freight depot, located on 15th Street near the Ohio River. It does not have an Amtrak ticket counter or QuikTrak ticket machine, but E-tickets can be obtained from either Amtrak's website or mobile app.

    The C&O freight depot, constructed in 1906 on the former Aldine Hotel site, [37] had become an abandoned derelict. Then in the late 1990s it was renovated to become the city's unified transportation hub.

    The former C&O passenger depot, at 11th Street and Carter Avenue, had been completed in 1925 but abandoned in the 1970s in favor of a downsized depot in nearby Catlettsburg. [21] The rail lines to the building have since been removed. Today the building itself serves as the downtown branch of PNC Bank. Passenger rail service was moved from Catlettsburg to the Ashland Transportation Center in March 1998.

    Bus Edit

    Greyhound Lines is the sole provider of intercity bus transportation out of Ashland. It operates out of the Ashland Transportation Center, along with the Ashland Bus System that provides five local bus routes.

    Roads Edit

    Ashland is served by US 23 and US 60, several state routes, and is in close proximity to US 52 and Interstate 64. The state routes include:

      never enters the city limits of Ashland, however does serve a sizable area surrounding the city. crosses through the south Ashland region and is referred to as Blackburn Avenue and South Belmont Street. Connects US 60 and 13th Street with KY 5 is known as Boy Scout Road.

    Law enforcement Edit

    In the late 19th century, what is now the Ashland Police Department was organized when the town was still known as Poage's Landing. [20] The first executive officer was a town marshal, who was soon replaced by a professional police department.

    The city of Ashland currently has 49 sworn officers, three civilian employees who function as administrative support and six parapolice who handle tasks that do not require the services of a sworn officer. [20]


    Undergraduate— American literature (United States) criminal justice and corrections economics education, other English composition English creative writing English language and literature/letters, other sociology.

    Cite este artigo
    Escolha um estilo abaixo e copie o texto para sua bibliografia.

    Estilos de citação

    A Encyclopedia.com oferece a capacidade de citar entradas e artigos de referência de acordo com os estilos comuns da Modern Language Association (MLA), do The Chicago Manual of Style e da American Psychological Association (APA).

    Na ferramenta “Citar este artigo”, escolha um estilo para ver a aparência de todas as informações disponíveis quando formatadas de acordo com esse estilo. Em seguida, copie e cole o texto em sua bibliografia ou lista de obras citadas.


    Boyd County, Kentucky

    Boyd County is a county located in the state of Kentucky. Based on the 2010 census, the population was 49,542. The county was created on February 16, 1860. The county seat is Catlettsburg. Boyd county is named in honor of Linn Boyd, United States Congressman and Lieutenant Governor of Kentucky (1859).

    Boyd County is part of the Huntington-Ashland, WV-KY-OH Metropolitan Statistical Area (MSA).

    Etymology - Origin of Boyd County Name

    The county is named for Linn Boyd (1800-1859), congressman, Speaker of the United States House of Representatives elected Lieutenant Governor, but died before serving term.

    Demographics:

    Boyd County History

    The earliest evidence of human habitation in Boyd County exists in the forms of numerous earthen mounds containing human skeletons and burial goods giving evidence that prehistoric Native Americans inhabited the area. A 1973 archeological find revealed a serpent-shaped mound built of rocks dating to 2000 BC and stretching for 900 feet (270 m) along a ridge parallel to the Big Sandy River south of Catlettsburg.

    One of the early settlers in what is now Boyd County was Charles ("One-handed Charley") Smith, from Virginia. A veteran of the French and Indian War who had served under Col. George Washington in 1754, Smith received for that service roughly 400 acres (1.6 km 2 ) around Chadwicks Creek, where he built a cabin in 1774. Smith died in 1776 and in 1797 this land passed to Alexander Catlett for whom the town of Catlettsburg is named.

    The Poage family arrived from Staunton, Virginia, in October 1799 and formed Poage's Landing, later renamed the city of Ashland.

    Boyd county was formed in 1860. It is located in the Eastern Coal Field region of the state. The elevation in the county ranges from 515 to 1140 feet above sea level. In 2000 the county population was 49,752 in a land area of 160.17 square miles, an average of 310.6 people per square mile. The county seat is Catlettsburg.

    The first courthouse built in 1861 was replaced in 1912

    Geography: Land and Water

    As reported by the Census Bureau, the county has a total area of 162 square miles (420 km 2 ), of which 160 square miles (410 km 2 ) is land and 2.2 square miles (5.7 km 2 ) (1.3%) is water.

    Boyd county is located in east Kentucky. The county is found at the northeastern edge of the state near the Ohio River and Big Sandy River, nestled in the lush rolling hills of Appalachia.

    Neighboring Counties

    Bordering counties are as follows:

    • Northeast: Lawrence County, Ohio
    • Southeast: Wayne County, W.Va.
    • South: Lawrence County
    • West: Carter County
    • Northwest: Greenup County

    Educação

    Colleges

    Ashland Community and Technical College, in Ashland, is one of 16 two-year, open-admissions colleges of the Kentucky Community and Technical College System. Morehead State University also has a satellite campus located in Ashland.

    Public school districts

    Boyd County Public School District serves the city of Catlettsburg and the surrounding county communities outside Ashland city and Westwood CDP
    Ashland Independent School District serving the city of Ashland.
    Fairview Independent School District serving the census-designated place of Westwood .

    Private schools

    Holy Family. Holy Family is affiliated with the Holy Family Catholic Church and currently offers K-8 education.
    Rose Hill Christian. Rose Hill is affiliated with the Rose Hill Baptist Church and offers K-12.
    Calvary Christian School. Calvary Christian School is a ministry of Grassland Community Church and offers K-12.


    Assista o vídeo: Program Choices at Ashland Community u0026 Technical College


Comentários:

  1. Moogura

    isso não tem análogos?

  2. Goltimi

    Você está errado. Eu posso provar. Mande-me um e-mail para PM.

  3. Cleary

    Peço desculpas por interferir ... Eu posso encontrar meu caminho em torno desta questão. Entre que discutiremos. Escreva aqui ou em PM.

  4. Ter

    I think is missing.

  5. Arwyn

    Mensagem útil

  6. Laurenz

    Estou estou muito animado com essa questão. Diga-me, por favor - onde posso encontrar mais informações sobre esta questão?



Escreve uma mensagem