Solicitação de postagem para C.W.J. Claydon

Solicitação de postagem para C.W.J. Claydon



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Solicitação de postagem para C.W.J. Claydon

Essa solicitação de postagem mostra que nem toda a papelada do RAF exigia formulários complexos. Claydon de seu cargo em Udine para um novo cargo como Wing Commander, Medical e o QG da Força Aérea do Deserto.

Muito obrigado a Peter Claydon por nos enviar essas fotos, que pertenceram a seu pai, C.W.J. Claydon, que passou grande parte da guerra servindo como oficial médico no Esquadrão No.120 em Ballykelly, Irlanda do Norte.


Um tesouro canadense único

Aqui está uma casa, um destacamento de repouso, um depósito para membros falecidos da Polícia Montada do Noroeste (NWMP), da Polícia Montada Real do Noroeste (RNWMP) e da Polícia Montada Real Canadense (RCMP).

Membros da Força, Veterinários RCMP, família e amigos sentem a obrigação de proteger e cuidar dos túmulos de membros falecidos.

O site consiste em três partes principais: o próprio site, um banco de dados e um blog. Cada um deles pode ser navegado usando as guias à esquerda.

Distinto e único dentro da comunidade policial, este site consiste em mais de 420 páginas da web e mais de 3400 entradas de blog que enfocam a história canadense por meio de histórias e fotografias de membros falecidos da RCMP. Suas contribuições para a liquidação antecipada do Canadá e o impacto de suas realizações remontam aos dias da Confederação.

O site lista um catálogo de monumentos que foram erguidos em várias partes do Canadá para comemorar os membros da RCMP mortos no cumprimento do dever. O fato de um monumento ter sido construído por uma comunidade de pessoas para um policial canadense falecido fala muito sobre a confiança geral que os canadenses têm na RCMP.

Várias centenas de RCMP perderam suas vidas na Rebelião do Noroeste (1885), África do Sul, Primeira Guerra Mundial e Segunda Guerra Mundial. Muitos membros da RCMP estão enterrados em terras estrangeiras, mas muitos mais nunca foram recuperados. Todos os seus nomes estão gravados em memoriais de guerra que estão em cemitérios em todo o mundo.

No banco de dados, podem-se encontrar centenas de referências à RCMP que foram convocados para a Primeira Guerra Mundial, incluindo seus documentos de atestado da Força Expedicionária Canadense, registros militares, fotos de seus túmulos e monumentos.

Centenas de marcos geográficos canadenses estão ligados aos nomes dos membros falecidos da RCMP.


Quem é o dono da Inglaterra?

Quem possui terras é um dos segredos mais bem guardados da Inglaterra. Este mapa é uma primeira tentativa de exibir os principais proprietários de terras na Inglaterra, combinando dados públicos com solicitações de liberdade de informação. Para acompanhar a investigação e nos ajudar a preencher as lacunas, visite o site Who Owns England? blog.

O mapa também exibe alguns dados para País de Gales e Escócia, onde os dados dos proprietários de terras incluem este nosso projeto está focado na Inglaterra. Investigação de Guy Shrubsole, mapa de Anna Powell-Smith.

Fontes de dados e atribuição:

  • Anglian Water: Dados GIS fornecidos após a Solicitação de Informações Ambientais, agosto de 2016. Divulgado com a estipulação de licença de que "Você é livre para usá-los para seus próprios fins, incluindo qualquer pesquisa não comercial que estiver fazendo, e para fins de reportagem de notícias." Ele é reproduzido aqui para fins de reportagem. Veja também a postagem do blog. Nenhuma outra empresa de água divulgou mapas GIS de suas propriedades.
  • Crown Estate: Dados GIS fornecidos após solicitação de liberdade de informação. Se o Crown Estate entrar em contato conosco solicitando que essa camada seja removida, nós o faremos. Um mapa indicativo de terrenos e propriedades pertencentes à Crown Estate já é público.
  • Comissão Florestal: Abrange terras de propriedade perfeita e de arrendamento. Contém informações do setor público licenciadas pela Open Government License v3.0. Veja o download de dados e a postagem no blog.
  • Rodovias inglaterra: Terreno que a Highways England administra como rodovia. Dados divulgados sob a Licença de Governo Aberto do Reino Unido. Contém dados do sistema operacional e da Highways England © Crown copyright 2016. Consulte o download dos dados.
  • Ministro da defesa: Dados GIS extraídos de um mapa em PDF divulgado pelo Ministério da Defesa na sequência de um pedido de Liberdade de Informação. Nenhuma condição de licenciamento foi fornecida com o documento divulgado. Veja a postagem do blog.
  • confiança nacional: Dados GIS fornecidos pelo National Trust, também publicados no próprio mapa de terras mais detalhado do NT. Se o National Trust nos contatar pedindo que essa camada seja removida, nós o faremos.
  • Trilho da Rede: Dados GIS fornecidos após solicitação de liberdade de informação, junho de 2016. Nenhuma condição de licenciamento foi fornecida com o documento divulgado.
  • Outros departamentos governamentais: Dados GIS extraídos de um mapa online que até recentemente acompanhava o ePIMS Government Property Finder do Cabinet Office. Os dados não-GIS sobre Propriedade do Governo são publicados sob a Licença de Governo Aberto. Veja também postagens de blogs anteriores.
  • Empresas estrangeiras: Dados divulgados pelo Registro de Imóveis após solicitações de Liberdade de Informação por parte de Detetives Privados. Mostra os títulos de propriedade perfeita registrados em nome de uma empresa no exterior entre 2005 e 2014. Veja a investigação e o mapa do Eye. Reproduzido com permissão do jornalista investigativo que obteve esta informação. © Crown copyright Ordnance Survey.
  • RSPB: Dados GIS publicados pela RSPB e veja a postagem no blog. Dados reproduzidos com a permissão da RSPB. © Crown Copyright. Número de licença do Ordnance Survey 100021787 2017.
  • Declarações da seção 31: Dados SIG fornecidos na sequência de pedidos de liberdade de informação 2017-2018, não foram fornecidas condições de licenciamento com os documentos divulgados. Alguns dados também adquiridos por raspagem, iremos retirar os dados se os conselhos assim o solicitarem.

Os polígonos podem ter sido simplificados, os dados podem estar desatualizados, não confie nesses dados. Agradecimentos à Mapbox por seu generoso apoio ao nosso trabalho.


Congressista confunde autoridades americanas com indianas

R ep. Curt Clawson, um congressista republicano calouro da Flórida, confundiu dois altos funcionários dos EUA com representantes do governo indiano durante uma audiência na Câmara na sexta-feira.

& # 8220Conheço seu país, amo seu país & # 8221 Clawson disse a Nisha Biswal e Arun Kumar, dirigindo-se a outros cidadãos americanos que ocupam cargos de alto escalão no Departamento de Estado e no Departamento de Comércio, respectivamente.

& # 8220Assim como sua capital é bem-vinda aqui para produzir empregos bem remunerados nos EUA, eu & # 8217d gostaria que nossa capital fosse bem-vinda lá & # 8221 ele disse a Biswal e Kumar. & # 8220 Peço cooperação, compromisso e prioridade de seu governo ao fazê-lo. Posso ficar com isso? & # 8221

Depois de um silêncio prolongado, Clawson sorri lentamente. Kumar parece sorrir, enquanto Biswal ecoa o sentimento de Clawson & # 8217, informando-o que provavelmente deveria ser direcionado ao governo indiano. Não está claro se Clawson percebeu seu erro.


Hospital Stoke Mandeville

É o maior hospital de Buckinghamshire que oferece tratamento de emergência e especializado. É onde você encontrará nosso departamento de Acidentes e Emergências, bem como serviços de maternidade, cuidados intensivos, serviços oftalmológicos (oftalmologia) e nossa unidade de fábricas e plásticos.

O Centro Nacional de Lesões Espinhais, de renome internacional, é uma das maiores unidades especializadas em lesões vertebrais do mundo.

Stoke Mandeville também é nosso principal site para consultas ambulatoriais, bem como para cirurgia eletiva (planejada).


"Feliz Aniversário"

Em 4 de março de 1924, a música e a melodia de “Happy Birthday to You” foram impressas em um cancioneiro. Uma das músicas mais famosas do mundo, ela tem sido o centro da controvérsia sobre propriedade e status de direitos autorais por anos.

De acordo com a tradição, a melodia que todos conhecemos hoje como "Feliz Aniversário" foi escrita originalmente no final de 1800 como "Bom dia a todos". As irmãs Patty e Mildred Hill afirmaram que escreveram a canção para crianças do jardim de infância em Louisville, Kentucky.

As irmãs queriam criar uma música que fosse fácil para as crianças cantarem. Alegadamente, eles podem ter pegado algumas das melodias e ideias líricas de outras canções existentes, como "Feliz saudação a todos", "Boa noite a todos", "Um feliz ano novo a todos" e "Uma saudação feliz a todos . ”

US # 2395 do conjunto de ocasiões especiais de 1988.

A canção das irmãs era "Bom dia para vocês, Bom dia para vocês, Bom dia, queridos filhos, Bom dia para todos." As irmãs publicaram a música pela primeira vez em seu cancioneiro, Histórias de canções para o jardim de infância em 1893. É provável que a classe tenha adicionado "Feliz Aniversário" à melodia para comemorar os aniversários das crianças, o que pode ter levado a edições posteriores, incluindo "Feliz Aniversário".

US # 3558 foi emitida em 2002.

Nos anos seguintes, versões da música apareceram em vários livros, alguns dos quais incluíam a letra de “Feliz Aniversário” em um verso posterior, embora não se saiba quem realmente as escreveu. Então, em 4 de março de 1924, Claydon Sunny publicou a melodia e a letra de “Feliz Aniversário” juntas em um cancioneiro. Isso foi supostamente a pedido de Jessica Hill, irmã de Patty e Mildred.

US # 3695 foi emitido no final de 2002 para atender ao aumento da taxa postal.

A música “Happy Birthday” rapidamente pegou e logo estava sendo usada sem royalties. Em 1931, foi no musical da Broadway The Band Wagon. A Western Union também a usou em seu primeiro telegrama cantado, levando Jessica a fazer campanha para que a música fosse protegida por direitos autorais. Em 1934, ela conseguiu garantir os direitos autorais de "Happy Birthday" por causa de suas semelhanças com "Good Morning to All". No ano seguinte, vários arranjos de piano e um verso não utilizado de "Happy Birthday to You" foram propriedade da Summy Company, creditando Preston Ware Orem pelos arranjos de piano e a Sra. R.R. Forman pelas letras. No entanto, sua afirmação foi posteriormente considerada infundada.

US # 4079 foi emitida em 2006 para outro aumento de tarifa.

A família Hill detinha os direitos autorais da música se ela fosse usada com fins lucrativos até 1991. Isso foi então estendido até 2030. Em 1988, a Warner Music assumiu a propriedade dos direitos autorais e recebeu $ 2 milhões em royalties todos os anos por ela. Eles reivindicaram os direitos autorais da música sempre que ela foi usada no cinema, na televisão, no rádio e em qualquer lugar do público onde a maioria das pessoas que cantavam não eram familiares ou amigos.

US # 4079 - Capa Colorano Silk Cachet para o primeiro dia

Ao longo dos anos, alguns discutiram a validade dos direitos autorais, especialmente o fato de que não se sabe quem escreveu a letra de "Feliz Aniversário". Começando em 2010, uma campanha foi lançada para refutar a propriedade da melodia por Hills. Em 2013, um cineasta levou a Warner Music ao tribunal por causa da música. Então, em 2015, um juiz decidiu que a música não estava protegida por direitos autorais e os royalties não precisariam mais ser pagos à Warner Music. Isso tornou a música parte do domínio público.

De acordo com Livro de recordes mundiais do Guinness, “Happy Birthday to You” é a música mais popular do idioma inglês.


Yehuda, R. et al. Mecanismos biológicos putativos para a associação entre adversidades no início da vida e o desenvolvimento subsequente de PTSD. Psicofarmacologia (Berl.) 212, 405–417 (2010).

Widom, C. S. Transtorno de estresse pós-traumático em crianças maltratadas e negligenciadas, crescidas. Sou. J. Psiquiatria 156, 1223–1229 (1999).

Kessler, R. C., Sonnega, A., Bromet, E., Hughes, M. & amp Nelson, C. B. Posttraumatic stress disorder in the National Comorbidity Survey. Arco. Gen. Psychiatry 52, 1048–1060 (1995).

Hegel, M. T. et al. Impacto do pânico comórbido e transtorno de estresse pós-traumático nos resultados do cuidado colaborativo para a depressão tardia na atenção primária. Sou. J. Geriatr. Psiquiatria 13, 48–58 (2005).

Tarrier, N., Taylor, K. & amp Gooding, P. Intervenções cognitivo-comportamentais para reduzir o comportamento suicida: uma revisão sistemática e meta-análise. Behav. Modif. 32, 77–108 (2008).

Wolf, E. J., Lunney, C.A. & amp Schnurr, P. P. A influência do subtipo dissociativo de transtorno de estresse pós-traumático na eficácia do tratamento em veteranas e membros do serviço ativo. J. Consult. Clin. Psychol. 84, 95–100 (2016). De janeiro

Steenkamp, ​​M. M., Litz, B. T., Hoge, C. W. & amp Marmar, C.R. JAMA 314, 489–500 (2015).

Watkins, L. E., Sprang, K. R. & amp Rothbaum, B. O. Tratar PTSD: uma revisão das intervenções de psicoterapia baseadas em evidências. Front Behav. Neurosci. 12, 258 (2018).

Bisson, J. I., Roberts, N. P., Andrew, M., Cooper, R. & amp Lewis, C. Psicológicas terapias para transtorno de estresse pós-traumático crônico (PTSD) em adultos. Cochrane Database Syst. Rev. 2013(12), CD003388 (2013).

Gutner, C. A., Gallagher, M. W., Baker, A. S., Sloan, D. M. & amp Resick, P. A. Curso de tempo de abandono do tratamento em terapias cognitivo-comportamentais para transtorno de estresse pós-traumático. Psychol. Trauma 8, 115–121 (2016).

Marseille, E., Kahn, J. G., Yazar-Klosinski, B. & amp Doblin, R. The cost-effective of MDMA-aided psychotherapy for the treatment of crônico, tratamento-resistente PTSD. PLoS ONE 15, e0239997 (2020).

Rudnick, G. & amp Wall, S. C. O mecanismo molecular do “ecstasy” [3,4-metilenodioxi-metanfetamina (MDMA)]: os transportadores de serotonina são alvos para a liberação de serotonina induzida por MDMA. Proc. Natl Acad. Sci. EUA 89, 1817–1821 (1992).

Hake, H. S. et al. 3,4-Metilenodioximetanfetamina (MDMA) prejudica a extinção e a reconsolidação da memória do medo em ratos. Physiol. Behav. 199, 343–350 (2019).

Nardou, R. et al. Reabertura dependente de oxitocina de um período crítico de aprendizagem de recompensa social com MDMA. Natureza 569, 116–120 (2019).

Mithoefer, M.C. et al. Psicoterapia assistida por MDMA para o tratamento de PTSD: desenho do estudo e justificativa para ensaios de fase 3 com base na análise conjunta de seis ensaios clínicos randomizados de fase 2. Psicofarmacologia (Berl.) 236, 2735–2745 (2019).

Feduccia, A. A. et al. Avanço para o tratamento do trauma: segurança e eficácia da psicoterapia assistida por MDMA em comparação com a paroxetina e a sertralina. Frente. Psiquiatria 10, 650 (2019).

Lee, D. J. et al. Psicoterapia versus farmacoterapia para transtorno de estresse pós-traumático: revisão sistemática e meta-análises para determinar os tratamentos de primeira linha. Depress Ansiedade 33, 792–806 (2016).

Feduccia, A. A., Jerome, L., Mithoefer, M. C. & amp Holland, J. A descontinuação de medicamentos classificados como inibidores da recaptação afeta a resposta ao tratamento da psicoterapia assistida por MDMA. Psicofarmacologia (Berl.) 238, 581–588 (2021).

Bauer, E. P. Serotonin nos processos de condicionamento do medo. Behav. Brain Res. 277, 68–77 (2015).

Johnson, P. L. et al. Avaliação dos comportamentos associados ao medo e ansiedade, fisiologia e circuitos neurais em ratos com níveis reduzidos do transportador de serotonina (SERT). Tradução Psiquiatria 9, 33 (2019).

Lee, H. J. et al. Influência do polimorfismo do gene promotor do transportador de serotonina na suscetibilidade ao transtorno de estresse pós-traumático. Depress Ansiedade 21, 135–139 (2005).

Lesch, K. P. et al. Associação de traços relacionados à ansiedade com um polimorfismo na região reguladora do gene transportador de serotonina. Ciência 274, 1527–1531 (1996).

Hariri, A. R. et al. Variação genética do transportador de serotonina e a resposta da amígdala humana. Ciência 297, 400–403 (2002).

Kawahara, H., Yoshida, M., Yokoo, H., Nishi, M. & amp Tanaka, M. O estresse psicológico aumenta a liberação de serotonina na amígdala de rato e no córtex pré-frontal avaliado por microdiálise in vivo. Neurosci. Lett. 162, 81–84 (1993).

Bedi, G., Phan, K. L., Angstadt, M. & amp de Wit, H. Effects of MDMA on sociability and neural response to social ameaça and social recompensa. Psicofarmacologia (Berl.) 207, 73–83 (2009).

Frewen, P. A. & amp Lanius, R. A. Rumo a uma psicobiologia da auto-desregulação pós-traumática: revivescência, hiperexcitação, dissociação e entorpecimento emocional. Ann. NY Acad. Sci. 1071, 110–124 (2006).

Kamboj, S. K. et al. Recreativo 3,4-metilenodioxi-N-metilanfetamina (MDMA) ou "êxtase" e compaixão autocentrada: etapas preliminares no desenvolvimento de uma psicofarmacologia terapêutica de práticas contemplativas. J. Psychopharmacol. 29, 961–970 (2015).

Dewey, D., Schuldberg, D. & amp Madathil, R. As emoções peritraumáticas predizem diferencialmente os agrupamentos de sintomas de PTSD? Evidência inicial para especificidade de emoção. Psychol. Rep. 115, 1–12 (2014).

Hysek, C. M. et al. O MDMA aumenta a empatia emocional e o comportamento pró-social. Soc. Cogn. Afeto. Neurosci. 9, 1645–1652 (2014).

Keller, S. M., Zoellner, L. A. & amp Feeny, N. C. Fatores de compreensão associados com aliança terapêutica precoce no tratamento de PTSD: adesão, história de abuso sexual na infância e apoio social. J. Consult. Clin. Psychol. 78, 974–979 (2010).

Imel, Z. E., Laska, K., Jakupcak, M. & amp Simpson, T. L. Meta-análise de abandono em tratamentos para transtorno de estresse pós-traumático. J. Consult. Clin. Psychol. 81, 394–404 (2013).

Mithoefer M. MDMA-assistida psicoterapia promissora tratamento para PTSD. Reunião anual da American Psychiatric Association, Toronto, Ontário, Canadá (2015).

Fortenbaugh, F. C. et al. O impacto das comorbidades psiquiátricas e comportamentais comuns na incapacidade funcional ao longo do tempo e nos indivíduos em veteranos pós-11 de setembro. J. Trauma. Estresse 33, 750–761 (2020).

Escritório de Trabalho e Estatísticas. Situação de emprego dos veteranos - 2020. Comunicado à imprensa, 18 de março de 2021 https://www.bls.gov/news.release/pdf/vet.pdf

Escritório de orçamento do Congresso. Possíveis caminhos de gastos mais altos para benefícios de veteranos (2018) https://www.cbo.gov/publication/54881

Cloitre, M., Petkova, E., Wang, J. & amp Lu Lassell, F. Um exame da influência de um tratamento sequencial no curso e impacto da dissociação entre mulheres com PTSD relacionado ao abuso infantil. Depress Ansiedade 29, 709–717 (2012).

Vizeli, P. & amp Liechti, M.E. Safety Pharmacology of Aguda MDMA Administration in Healthy Subject. J. Psychopharmacol. 31, 576–588 (2017).

Funk, K. A. & amp Bostwick, J. R. A comparation of the risk of QT prolongation between SSRIs. Ann. Pharmacother. 47, 1330–1341 (2013).

Bershad, A. K., Miller, M. A., Baggott, M. J. & amp de Wit, H. Os efeitos do MDMA no processamento socioemocional: o MDMA difere de outros estimulantes? J. Psychopharmacol. 30, 1248–1258 (2016).

Weathers, F. W. et al. The Clinician-Administered PTSD Scale for DSM-5 (CAPS-5): desenvolvimento e avaliação psicométrica inicial em militares veteranos. Psychol. Avaliar. 30, 383–395 (2018).


Onde posso ver o mapa definitivo e a declaração?

Conselho de Coronavírus (COVID-19): Por favor, note que todos os escritórios estão atualmente fechado ao público até novo aviso.

Cópias em papel dos mapas, juntamente com a declaração definitiva, podem ser visualizadas nos seguintes locais durante o horário de expediente:

  • Mapa e declaração - Phoenix House, 3 Goddard Road, Ipswich, IP1 5NP
  • Mapa e declaração - Escritório de Direitos de Passagem da Área Oeste, Rougham Industrial Estate, Rougham, IP30 9ND
  • Apenas mapa - Ipswich Borough Council, Grafton House, 15-17 Russell Road, Ipswich, IP1 2DE

Entre em contato com a equipe do Mapa Definitivo para quaisquer perguntas sobre o mapa e / ou declaração definitiva, ou sobre rotas específicas.

Esteja ciente de que, devido ao volume de correspondência e à quantidade de pesquisas que podem ser necessárias, as respostas a solicitações diretas podem levar até 20 dias úteis, e solicitações mais complexas podem levar até 8 semanas.

Se o secretário paroquial não tiver uma cópia para a sua paróquia, podemos fornecer-lhe uma, mediante pedido.


Fundo

O AVC é um distúrbio neurológico comum e debilitante, com impacto negativo na qualidade de vida.

Objetivos

Nosso objetivo foi comparar as diferenças na participação em atividades de trabalho e lazer entre pacientes com e sem AVC autorreferido em nível nacional na França.

Métodos

Este estudo utilizou dados transversais do Disability Health Survey que foi administrado em residências de pessoas (DHH) em 2008 e em instituições (DHI) em 2009. O histórico de AVC e os níveis de participação em atividades de trabalho e lazer foram coletados por meio de entrevistas. Os níveis de participação nessas atividades foram comparados entre os participantes com e sem histórico de AVC.

Resultados

Entre os 33.785 participantes entrevistados, 1.725 relataram história de acidente vascular cerebral. Após a ponderação, isso representou uma média (DP) de 766.641 (36.650) pessoas entre 49 milhões de adultos que vivem na França. Após o ajuste, em comparação com pessoas sem AVC, aqueles com AVC eram menos propensos a trabalhar (odds ratio 0,19 [intervalo de confiança de 95% 0,13–0,27]), usar o telefone (0,21 [0,17–0,25]) e dirigir (0,25 [0,21 –0,32]). Na faixa etária de 19 a 59 anos, em comparação com pessoas sem AVC, aqueles com AVC trabalharam com menos frequência (35,9% vs. 72,2%), dirigiram (54,3% vs. 81,3%) e participaram de esportes (26,6% vs. 55,8% %).

Conclusões

No geral, nosso estudo indica que pessoas com história de AVC relatam mais dificuldades em participar de atividades de trabalho e lazer do que aquelas sem história de AVC.


Comprador & # x27s Premium

A partir de: Para: Incremento:
£0 £49 £2
£50 £99 £5
£100 £199 £10
£200 £499 £20
£500 £999 £50
£1,000 £1,999 £100
£2,000 £4,999 £200
£5,000 £9,999 £500
£10,000+ £1,000

Condições de venda:


Definições
Nestas condições, Dickins Auctioneers Ltd - que atua como leiloeiro e agente do vendedor - é denominado 'The Auctioneers' e o representante da Dickins Auctioneers Ltd que conduz o Leilão é denominado 'The Auctioneer'.

Em geral
Embora Dickins Auctioneers Ltd faça todos os esforços para garantir a precisão de seu catálogo e a descrição de qualquer lote:
a) Cada lote conforme estabelecido no catálogo ou dividido ou combinado com qualquer outro lote, ou lotes, é vendido pelo vendedor com todas as falhas, imperfeições e erros de descrição.
b) Dickins Auctioneers Ltd não aceita qualquer responsabilidade pela autenticidade, atribuição, autenticidade, origem, autoria, data, idade, período, condição ou qualidade de qualquer lote, a menos que tenham sido instruídos por escrito pelo vendedor para certificar e em tal casos, os leiloeiros o fazem como agentes do vendedor e não são eles próprios responsáveis ​​por tais reclamações
c) Todas as Declarações, quer impressas no catálogo ou feitas oralmente, quanto a qualquer das matérias previstas em b. acima são apenas declarações de opinião e não devem ser tomadas como sendo ou implicando quaisquer garantias ou representações de fato por Dickins Auctioneers Ltd, a menos que tenham sido instruídos por escrito pelo vendedor para certificar e, em tais casos, Dickins Auctioneers Ltd o faz como agentes do fornecedor e eles próprios não são responsáveis ​​por tais reclamações.
d) Qualquer reclamação ao abrigo de qualquer Estatuto deve ser recebida por escrito pelo pregoeiro no prazo de dez dias após a venda.

O leilão
I. O pregoeiro tem o poder absoluto de dividir qualquer lote, combinar quaisquer dois ou mais lotes ou retirar qualquer lote ou lotes da venda, recusar licitações, regular licitações ou cancelar a venda sem em nenhum caso justificar ou sem prévio perceber. Ele / ela pode licitar em nome do vendedor para todos os bens que estão a ser oferecidos sujeitos a reserva ou a critério do leiloeiro.
II. O licitante com lance mais alto será o comprador, exceto em caso de disputa. Se durante o leilão o Leiloeiro considerar que existe uma disputa, ele tem total liberdade para resolvê-la ou reapresentar o lote. O leiloeiro pode, a seu exclusivo critério, determinar os avanços ou licitações ou recusar uma licitação
III. Cada lote é colocado à venda sujeito a qualquer preço de reserva estabelecido pelo vendedor. Quando não há preço de reserva (mas não de outra forma), o vendedor tem o direito de licitar pessoalmente ou por qualquer pessoa (que pode ser o leiloeiro)
4. Todas as condições, avisos, descrições, declarações e outros assuntos no catálogo e em outros lugares relativos a qualquer lote estão sujeitos a quaisquer declarações que modifiquem ou afetem o mesmo feitas pelo pregoeiro do pódio antes de qualquer lance ser aceito para o lote.
V.
Inspeção
Cada comprador, ao fazer uma oferta para um lote, reconhece que se satisfez totalmente antes de licitar por inspeção ou de outra forma quanto a todos os termos e condições de venda e condição física e descrição do lote, incluindo, mas não restrito, se o lote é danificado ou foi reparado ou restaurado.

Propriedade e risco
A titularidade legal não passará para o comprador até que o (s) lote (s) tenham sido pagos integralmente e os Leiloeiros terão direito a penhor sobre qualquer lote vendido até que o preço de compra seja pago integralmente, mas cada lote é de risco exclusivo do comprador da queda do martelo

Preço de compra
O comprador de qualquer lote deverá pagar o preço do martelo mais um prêmio (junto com o IVA) sobre o prêmio à taxa apropriada e sobre o preço do martelo à taxa apropriada, se aplicável a esse lote. Os lotes marcados com * estão sujeitos a 20% de IVA sobre o preço do martelo, bem como ao prêmio do comprador. O prêmio será calculado em 17,5% + IVA (mínimo de £ 1 por lote mais IVA). O prêmio deve ser pago por todos os compradores. O valor faturado referente ao prêmio incluirá o IVA, mas esse IVA normalmente não será recuperado pelo comprador. O vendedor autoriza o leiloeiro a deduzir comissões e despesas do preço do martelo e a reter o prêmio a pagar pelo comprador.

Os lotes comprados online com Leiloeiros ao vivo, mídia Invaluable / Artfact / AuctionZip Live ou ATG terão uma cobrança adicional por este serviço no valor de 3% do preço do martelo mais o IVA à taxa imposta

Ao completar o registro do licitante em www.the-saleroom.com e Invaluable / Artfact / AuctionZip Live e fornecer os detalhes do seu cartão de crédito e a menos que acordos alternativos sejam acordados com Dickins Auctioneers Ltd., você (i) autoriza Dickins Auctioneers Ltd, se assim o desejar , para cobrar o cartão de crédito dado em pagamento parcial ou total, incluindo todas as taxas, para itens comprados com sucesso na venda via the-saleroom.com, e (ii) confirmar que você está autorizado a fornecer esses detalhes de cartão de crédito para Dickins Auctioneers Ltd . através de www.the-saleroom.com e concorda que Dickins Auctioneers Ltd. tem o direito de enviar as mercadorias para o nome do titular do cartão e endereço do titular do cartão fornecidos no cumprimento da venda

Droit de Suite
Certas obras de arte em nossas vendas podem estar sujeitas ao Droit de Suite ou ao Direito de Revenda do Artista, que entrou em vigor no Reino Unido em 14 de fevereiro de 2006. De acordo com esta legislação, somos obrigados a cobrar um pagamento de royalties por todas as obras de arte qualificadas . Este royalty será cobrado do comprador sobre o preço do martelo e além do prêmio do comprador. Não se aplica a obras cujo preço do martelo seja inferior a € 1.000 (euros). A taxa para obras de arte vendidas a 1.000 € (euros) e abaixo de 50.000 € (euros) é de 4%. Para itens com vendas acima de € 50.000 (euros), as taxas são calculadas em uma escala móvel. Todos os encargos de royalties são pagos à Sociedade de Direitos Autorais de Design e Artistas ('DACS') e nenhum custo de manuseio ou taxas adicionais são retidos pelos leiloeiros. Os royalties de revenda não estão sujeitos a IVA. Observe que o pagamento de royalties é calculado com base na taxa de câmbio do Banco Central Europeu na data da venda. Mais informações sobre o Droit de Suite estão disponíveis em www.dacs.org.uk

Responsabilidade Civil de Terceiros
Cada pessoa nas instalações da Dickins Auctioneers ltd, a qualquer momento, será considerada como estando lá por sua própria conta e risco. Ele / ela não terá nenhuma reclamação contra Dickins Auctioneers Ltd, seus funcionários ou agentes em relação a acidente que possa ocorrer, ou lesão, dano ou perda causada, salvo na medida em que a lesão, dano ou perda seja causada por negligência direta de funcionários da Dickins Auctioneers Ltd..

Compradores Premium e pagamento
17,5% + IVA, até £ 30.000,00 A partir de £ 30.001 £ 12% + IVA. Prêmio mínimo do comprador £ 1 + pagamento de IVA em dinheiro, cheque, cartões de crédito / débito (até o limite do cartão) ou por acordo prévio para quantias maiores.

Os lotes comprados online com Leiloeiros Live, Invaluable / Artfact / AuctionZip Live ou com mídia ATG (The-saleroom.com) terão um custo adicional por este serviço no valor de 3% do preço do martelo mais IVA à taxa imposta

Nosso método de pagamento preferido é por transferência bancária / bancária (todos os custos associados às transferências bancárias devem ser pagos pelo comprador), no entanto, também aceitamos pagamento em dinheiro, cartões de crédito e débito. Observe que há uma sobretaxa de 2,5% a pagar em todas as transações com cartão de crédito; no entanto, não há nenhuma sobretaxa nas transações com cartão de débito (a menos que o pagamento seja feito com um cartão de débito estrangeiro). Observe que 'o titular do cartão não apresenta transações' (ou seja, pagamentos por telefone) são limitados a um máximo de £ 500 por transação, a menos que um acordo prévio tenha sido feito com o escritório do leiloeiro ou os bens sejam coletados pessoalmente pelo titular do cartão.

Droite de Suite
Certas obras de arte em nossas vendas podem estar sujeitas ao Droit de Suite ou ao Direito de Revenda do Artista, que entrou em vigor no Reino Unido em 14 de fevereiro de 2006. Nos termos desta legislação, somos obrigados a cobrar um pagamento de royalties por todas as obras de arte qualificadas . Este royalty será cobrado do comprador sobre o preço do martelo e além do prêmio do comprador. Não se aplica a obras cujo preço do martelo seja inferior a € 1.000 (euros). A taxa para obras de arte vendidas a 1.000 € (euros) e abaixo de 50.000 € (euros) é de 4%. Para itens com vendas acima de € 50.000 (euros), as taxas são calculadas em uma escala móvel. Todos os encargos de royalties são pagos à Sociedade de Direitos Autorais de Design e Artistas ('DACS') e nenhum custo de manuseio ou taxas adicionais são retidos pelos leiloeiros. Os royalties de revenda não estão sujeitos a IVA. Observe que o pagamento de royalties é calculado com base na taxa de câmbio do Banco Central Europeu na data da venda. Mais informações sobre o Droit de Suite estão disponíveis em www.dacs.org.uk

CUBA
O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) à taxa atual é devido sobre o prêmio do comprador em todos os casos. Consulte as condições para obter informações em que o IVA também é devido sobre o preço do martelo.

Relatórios de condição
Recomenda-se que os compradores em potencial visualizem a venda; no entanto, quando isso não for possível, podemos fornecer um relatório de condição sem encargos ou obrigações. Se não for feita referência à condição de nenhum lote do catálogo, isso não significa que o lote esteja isento de defeitos ou imperfeições. Todas as declarações relativas aos relatórios de condição (sejam impressos, feitos oralmente ou dados por e-mail) são apenas declarações de opinião e não devem ser tomadas como sendo ou implicando em quaisquer garantias ou representações de fato por Dickins Auctioneers Ltd., a menos que tenham sido instruídos em escrito pelo vendedor para certificar.

Estimativas
As estimativas são preparadas antes da venda e não incluem o prêmio do comprador (ou IVA quando este é pago sobre o preço do martelo). Estes são meramente um guia para o comprador em potencial.

Cadastro
É essencial que todos os compradores presentes obtenham um número de comprador registrando-se na mesa do caixa. Sempre que possível, registre-se para licitar antes do início da venda.

Licitação
Deixe seus lances claros para o leiloeiro e, se for bem-sucedido, certifique-se de que seu número de comprador possa ser visto e que seja chamado pelo leiloeiro. Se houver qualquer dúvida sobre o preço ou sobre o comprador, informe imediatamente o leiloeiro. A velocidade de cada venda varia, mas para orientação, eles funcionam a aproximadamente 120 lotes por hora, o leilão geral pode ser executado a aprox. 200 lotes por hora

Lance por proxy
Se você não puder comparecer à venda, teremos o maior prazer em fazer lances de comissão em seu nome ou por telefone.
Os lotes comprados online com Leiloeiros Live, Invaluable / Artfact / AuctionZip Live e mídia ATG terão um custo adicional por este serviço no valor de 3% do preço do martelo mais IVA à taxa imposta

Pagamento
O pagamento dos lotes adquiridos deve ser recebido integralmente em até 48 horas após a venda. Os itens não podem ser removidos das instalações até que o pagamento tenha sido liberado

Liberação
Dickins Auctioneers Ltd pede que os itens sejam removidos imediatamente das instalações após a venda. Se isso não for possível, entre em contato com o escritório do leiloeiro, pois o armazenamento limitado está disponível por conta e risco do comprador. Por favor, note que se os arranjos de armazenamento não forem feitos com o escritório de leiloeiros, Dickins Auctioneers Ltd reserva-se o direito de cobrar uma taxa de manuseio de £ 10 se os itens não forem removidos das instalações até o meio-dia da quarta-feira seguinte à venda e, posteriormente, serão cobrados £ 2 por lote, por dia. Should the items still remain after 14 days, the items will be re offered in the next available auction in order to recover costs.

Postage & Delivery
Dickins Auctioneers Ltd will be happy to pack and post small purchases at the buyers expense or alternatively recommend specialist shippers.

Collection by a third party
If a third party is to collect goods on behalf of a buyer, formal written authority and identification will be required before the goods can be released.

Firearms
Firearms cannot be released without production of the necessary firearms certificate.

Endangered Species
Buyers are reminded that the sale of endangered species of fauna and flora are regulated under to convention on Trade in Endangered Species of Wile Fauna and Flora (CITES

Additional credit card info

Buyers Premium

The purchaser of any lot shall pay the hammer price plus a premium (together with VAT) on the premium at the appropriate rate and on the hammer price at the appropriate rate if applicable on that lot. Lots marked with a * are subject to a 20% VAT on hammer price as well as the buyers premium. The premium shall be calculated at 17.5 % + VAT (minimum of £1 per lot plus VAT). The premium is to be paid by all purchasers. The amount invoiced in respect of the premium will be inclusive of VAT but this VAT will not normally be recoverable by the buyer. The vendor authorises the auctioneer to deduct commission and expenses form the hammer price and to retain the premium payable by the purchaser.

Lots purchased online with Live Auctioneers, Invaluable / Artfact / AuctionZip Live or ATG media will attract an additional charge for this service in the sum of 3% of the hammer price plus VAT at the rate imposed

Condition of lots

Please Note - Prospective purchasers must satisfy themselves as to the condition of lots prior to bidding!

It is recommended that prospective purchasers view the sale, however where this is not possible, we can provide a condition report without charge or obligation. If reference is not given to the condition of any lot within the catalogue, this does not imply that the lot is without faults or imperfections. All statements regarding condition reports (whether printed, made orally or given in e-mail) are statements of opinion only and are not to be taken as being or implying any warranties or representations of fact by Dickins Auctioneers Ltd. unless they have been instructed in writing by the seller to so certify.

Payment

Our preferred payment method is by bank / wire transfer, (all costs associated with bank transfers must be met by the purchaser )however, we also accept payment by cash, credit and debit cards. Please note there is a 2.5% surcharge payable on all credit card transactions, however, there is no surcharge on debit card transactions ( unless paying with an overseas debit card). Please note that ' card holder not present transactions' (i.e payments over the telephone) are limited to a maximum of £500 per transaction, unless prior arrangement has been made with the auctioneers office or the goods will be collected in person by the cardholder.

Envio

Dickins Auctioneers Ltd will be happy to pack and post small purchases at the buyers expense or alternatively recommend specialist shippers such as :
Mail Boxes etc. (Oxford) Tel: +44 (0) 1865 741
Pack & Send. ( Oxford) Tel: +44 (0)1865 260 610
Alban shipping Tel: +44 (0) 1582 493 099


Assista o vídeo: Wniosek